Mudei

Pois é, mudei. Faz apenas 20 dias, mas parece que já faz muito mais.

Mudei pra outro país. Foi algo planejado mas, ao mesmo tempo, foi meio no susto: minha esposa e eu vínhamos conversando sobre essa possibilidade há algum tempo, mas tivemos que adiar por vários motivos. E, quando finalmente iniciamos o processo de confecção do visto, tudo aconteceu muito rápido e, quando vimos, já estávamos no avião!

Não tive tempo pra me despedir de todo mundo. Na verdade sinto que faltaram mais despedidas, ainda que elas tenham ocorrido. Talvez eu quisesse me despedir mais vezes da minha família e dos meus amigos, mas as despedidas nunca seriam suficientes. Eu sempre sentiria a necessidade de mais uma “saideira”…

Uma amiga nossa, que já morou em outros países, disse que mudar de país é, um pouco, como morrer: você não estará mais disponível, com tanta frequência, para aqueles que se importam com você. Claro que a tecnologia ajuda, e muito, a diminuir as distâncias, mas sempre vai faltar o contato físico. Ainda não senti uma falta tão grande assim desse contato, mas pode ser que eu sinta em algum momento.

Mas toda mudança tem um aspecto positivo! Nossa mudança trouxe alguns momentos divertidos e, até pouco tempo atrás, inimagináveis:

  • Meus pais (e meus sogros) aprenderam a mexer no Skype e no Whatsapp, tudo pra conseguirmos conversar mais facilmente;
  • Nossos pais e alguns parentes mais próximos estão animadíssimos com a possibilidade de virem nos visitar em breve. No caso dos meus pais, é a chance de eles conhecerem outro país (eles já foram pro Paraguai, mas não sei se conta);
  • Essa mudança abriu para os meus pais a possibilidade de ir morar no nosso apartamento e, assim, se livrar de um aluguel que eles pagam há vários e vários anos.

Sobre esse último item… isso não seria possível sem o consentimento da minha esposa, e eu duvido que qualquer outra pessoa faria isso por mim e por eles. Sou muito grato a ela por isso!

Essa mudança é temporária, mas há chances de se tornar definitiva. Só precisamos nos adaptar a, basicamente, tudo!

Principalmente ao frio, já que mudamos pra um lugar onde cai bastante neve no inverno…

• – • – •

A vantagem de ter passado por todas as mudanças que aconteceram em minha vida é que eu aprendi a ver o novo como uma oportunidade. Claro que o medo de sair da zona de conforto sempre existe, e é muito difícil abrir mão de algumas coisas. Mas minha vida me mostrou que, sempre que eu precisei abrir mão de algo, foi pra abrir espaço a algo melhor. Então, agora, é só uma questão de tempo até que esse “algo melhor” venha!

Explore posts in the same categories: Pensamentos

2 Comentários em “Mudei”


  1. Zé, depois do seu ultimo post se chamar “Choro” sempre achei que o próximo seria “Vela”, mas enfim, mudanças são sem bem vindas e te invejo (positivamente) por ter feito o que fez. E sim, n conheço ng no universo que fizesse o que a Mari fez para ajudar seus pais. Te invejo (positivamente) nisso tb ahahaha… boa sorte e tenha ctz que a vida na terra do maple leaf será muito melhor!

    • autoajudasentimental Says:

      Valeu, Ric!🙂
      Vou te falar q esses primeiros dias foram um pouco assustadores… hahahah é muita novidade de uma vez só, e muita coisa pra gente se adaptar… mas acho q, aos poucos, as coisas se ajeitam!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: