Curado?

Sinto-me curado.

Talvez eu não devesse falar em “cura”, mas parece que temos uma tendência natural de encarar nossa personalidade, nossa maneira de ver o mundo, como algo que precise de uma “cura” — o termo “cura gay” está aí, infelizmente, para reforçar essa teoria…

De qualquer forma, percebo que os objetivos deste blog foram cumpridos: comecei a escrever para poder compreender melhor o porquê de meu primeiro casamento ter terminado, e hoje consegui entender e superar. Quase nunca penso na minha ex e, na verdade, parece que ela nunca existiu. Parece que toda a minha vida foi construída ao lado de minha segunda esposa. Minha vida sentimental está indo tão bem que dá até medo de elogiar muito e tudo começar a desandar!

Aprendi a separar as pessoas confiáveis das loucas e sem caráter. Aliás, essa coisa de “caráter” é um tanto curiosa; há quem chame a própria psicóloga, uma pessoa cujo objetivo é (até que se prove o contrário) ajudar seus pacientes através do conhecimento adquirido sobre a mente humana, de “charlatã” e se julgue no direito de questionar o caráter alheio. Mas enfim… aprendi a não dar atenção a esse tipo de pessoa também.

Não posso dizer, no entanto, que eu esteja plenamente satisfeito comigo mesmo e com minha vida. Acredito que sempre haverá algo a ser mudado. Ninguém atinge a perfeição mas, como dizem, precisamos buscá-la constantemente.

Ainda assim, mesmo sabendo que estou muito longe da perfeição e que ainda há algumas coisas a melhorar, estou feliz com minha situação atual.

• – • – •

Cada vez mais me identifico com a menina daquele videoclipe da música No Rain, do Blind Melon:

Com o tempo fui percebendo que eu sempre me senti “deslocado” dos grupos aos quais eu pertencia. Sempre fui encaixado em alguns rótulos marginalizados: eu era o nerd, o esquisito, o “crianção”, o loser… é como se eu fosse a menina com fantasia de abelha tentando se “encaixar”, subindo ao palco pra tentar agradar um público que já tinha um conceito formado sobre ela.

E só agora, beirando os 40 anos, é que parece que eu estou começando a encontrar as “outras abelhas”, em um lugar onde posso ser eu mesmo sem receber qualquer rótulo.

• – • – •

Eu tinha comentado sobre o curso de dublagem que eu fiz no começo do ano. A professora, dubladora profissional há mais de 20 anos, disse em um dos primeiros dias de curso que cada um de nós era um “geodo de ametista”: por fora parecíamos todos iguais, sem muito valor, mas que se permitíssemos que ela nos “abrisse” poderíamos mostrar nossa preciosidade. Acho que não existe uma metáfora melhor!

Nem sempre é fácil exibir nosso “diamante” interno. Pode ser que algumas pessoas consigam fazê-lo sem a ajuda de ninguém; outras precisam de alguém que tenha a capacidade de “lapidá-las”. Mas sempre devemos, de uma forma ou de outra, buscar nossos talentos mais preciosos e mostrá-los ao mundo.

E, obviamente, devemos também nos afastar daquelas pessoas que fazem de tudo pra ofuscar esses talentos!

Explore posts in the same categories: Grandes Lições, Pensamentos

2 Comentários em “Curado?”

  1. Hooray Says:

    Coach eu também fazia (talvez ainda faça) parte dos marginalizados, tipo nerd e coisas do tipo… por ser parte desse grupo fiz cagadas memoráveis (e deixei de fazer outras) que direta ou indiretamente moldaram o que sou hoje, gostando ou não (principalmente não).

    Talvez quando eu chegar na casa dos 40 eu realmente entenda que nem todo mundo tem um plano sobre o que vai fazer da vida e teria que executar esse plano para ser feliz.

    Claro que se um dia eu tiver um plano e executá-lo, eu vou ter que criar outro plano… senão fodeu…

    Desgarrar do passado é a tarefa mais complicada de executar até agora… acho que faz parte das caracteristicas do elefante de circo…

    Boa sorte nos novos rumos da vida!!!

    • autoajudasentimental Says:

      Mas aí é q está: quem disse q vc precisa desgarrar totalmente do passado pra ser feliz? Nosso passado faz parte do q somos, e não tem como simplesmente apagá-lo; ele sempre estará lá!
      Acho que vc me deu ideias pra um post… hahahahaha
      Valeu!😉


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: