Cara chato

Encontrei um cara muito chato no supermercado. Não cheguei a conversar com ele porque eu não pretendia estragar o finzinho do meu domingo, daí fiquei fugindo dele pelos corredores. Foi uma cena meio ridícula, admito, mas necessária.

Esse cara trabalhou comigo e morou perto da minha casa durante um tempo. Ele tinha uma coisa de querer mostrar pra todo mundo como ele mandava bem em todas as coisas que ele fazia e como todo mundo gostava dele, ainda que nada disso fosse verdade, pelo menos naquela época. Quando ele mudou de emprego começou a ganhar bem, e aí ficou insuportável!

Na época em que eu me separei, cheguei a conversar com ele algumas vezes mas ele continuava chato e prepotente. Não teve a sensibilidade de perguntar como eu estava; em vez disso, ficou falando o tempo inteiro sobre o carro novo que ele havia acabado de comprar e do apartamento para o qual ele havia se mudado, num bairro muito melhor.

Ao vê-lo no supermercado, e depois de ter tido a impressão de que ele havia me reconhecido, decidi que eu precisava deixar claro, de alguma forma, que a “amizade” dele não era bem vinda. Num dado momento estávamos eu e minha noiva na fila do caixa, e tivemos a impressão de que ele pegou a fila do caixa vizinho, propositalmente, pra poder ter a oportunidade de puxar assunto. Foi quando eu fingi conversar com minha noiva e falei alto o suficiente pra ele ouvir: “esse cara é MUITO CHATO!”

Tenho certeza de que ele ouviu. Pelo menos não veio falar comigo –e, dessa forma, meu domingo foi salvo…

Mas depois comecei a “rever o filme” na minha cabeça e fiquei com a impressão de que ele estava precisando conversar com alguém. E acabei ficando mal por não tê-lo ajudado. Será que ele também se separou? Perdeu o emprego? Ou apenas se arrependeu de ter sido babaca comigo (e com outras pessoas) nos últimos, sei lá, 5 anos?

Uma vez eu escrevi que “as pessoas são vítimas de suas próprias decisões”. Pelo visto também são vítimas de sua reputação… se eu não tivesse esse conceito preestabelecido sobre ele, certamente teria conversado com ele.

Explore posts in the same categories: Pensamentos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: