“I’m so proud of you!”

Não sei vocês, mas eu já notei uma coisa interessante nos americanos que aparecem em programas de TV e nos filmes: eles tem uma grande facilidade de dizer o quanto se orgulham das pessoas. Talvez o I’m so proud of you deles seja tipo o passa lá em casa um dia desses nosso: uma formalidade ou algo que se fala da boca pra fora só pra agradar a outra pessoa.

Mas o fato é que eu simplesmente não me lembro de alguém ter dito que sente orgulho de mim. E isso me aborrece.

Não que eu seja uma pessoa de moral ilibada, que tenha em seu vasto currículo apenas feitos dos quais ele mesmo se orgulhe. Já disse que errei bastante na vida, fiz coisas que gostaria de não ter feito, tomei decisões que não gostaria de ter tomado. Mas fiz coisas bacanas também. Entrei pra faculdade aos 17 anos (ou seja, nunca repeti de ano!), terminei o curso de Publicidade aos 21 mesmo tendo a plena convicção de que eu nunca trabalharia com aquilo na minha vida (o que, no fim das contas, aconteceu mesmo — mas em partes, já que trabalho com web numa empresa de tecnologia)… aos 27 eu estava comprando meu primeiro apartamento — que vendi quando me separei, é verdade, mas ainda assim é um grande feito: quantas pessoas vocês conhecem que compraram o primeiro imóvel antes dos 30? (OK, talvez eu é que não conheça tantas pessoas assim…)

Sei lá, nunca fui preso, nunca precisei ir a uma clínica de reabilitação, nunca quebrei um osso do corpo… será que nada disso pode fazer uma pessoa ter orgulho de mim?

• – • – •

E aí isso acaba refletindo no trabalho: eu me desdobro, me dedico um absurdo e não tenho o reconhecimento que eu gostaria. Não tenho nem mesmo alguém que diga I’m so proud of you por ter conseguido algo expressivo, com uma visibilidade considerável (tipo, “70 países e mais de 30 idiomas diferentes” parece grandioso pra vocês? Pois é…), ninguém pra me incentivar a dar o melhor de mim. Ao contrário, parece que apenas as críticas ganham alguma relevância. Os highlights da minha vida profissional são o que eu faço de errado, e não meus acertos, minhas conquistas.

(Justiça seja feita: há, sim, uma pessoa na minha vida que me incentiva. Mas é uma contra todo o resto!)

• – • – •

Geralmente a gente vê aquelas frases motivacionais quem dizem pra gente não desistir dos nossos sonhos, levantar a cada queda, e que isso é o que nos torna pessoas bem-sucedidas. Eu já não aguento mais acordar de manhã achando que estou na iminência de mais um tombo, mais uma derrota. Odeio não ter vontade de tentar algo novo por medo de errar, de fracassar, porque parece que é isso o que acontece toda vez que eu me arrisco! Cansei de cair, levantar e ter a sensação de que não estou indo a lugar nenhum, que sempre tem alguém chutando meus joelhos pra eu cair de novo e não sair do lugar.

Acho que o problema real, no fim das contas, é que estou levando os tombos errados… mas quais serão os certos?

• – • – •

Dizem que a vida começa aos 40. Tenho 37 agora. Será que daqui a 3 anos vai ter alguma mudança realmente significativa na minha vida que me faça ter a sensação de que alguém, em algum lugar, se orgulha de mim? Será que essa “lacuna” será preenchida de alguma forma?

Será que a “busca pelo orgulho alheio” é o que eu deveria realmente buscar?

• – • – •

A parte mais chata da vida, na minha opinião, é não ter um script ou um “guia de melhores práticas”. O que é certo pra mim pode não ser pros outros. O que eu vai me fazer feliz não vai, necessariamente, salvar a humanidade ou livrar o resto do mundo da desgraça e do sofrimento. A vida não é um if… then da programação, em que você sabe exatamente o que vai acontecer se determinada condição for atendida. E talvez minha grande frustração, no fim das contas, venha daí, porque eu espero um retorno pras coisas que eu faço que nem sempre vem da forma como eu imaginei.

Mas, como eu disse, talvez o problema todo seja eu estar procurando esse retorno no lugar errado.

Explore posts in the same categories: Pensamentos

2 Comentários em ““I’m so proud of you!””

  1. Marina Says:

    Zé, I’m so proud of you!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: