Retrospectiva 2012

(Se você está lendo este post é porque o mundo não acabou no dia 21 de dezembro, como se acreditava…)

Como é tradição deste blog, vamos fazer uma revisão das lições aprendidas do ano que passou:

  • Cuidar da saúde física e mental: fazer exercícios, cuidar do corpo, tirar um tempinho pra descansar… (relaxei um pouco nesse item em 2012; preciso melhorar em 2013!)
  • Se quisermos realmente aprender algo, ter novas experiências, precisamos, às vezes, vencer alguns medos.
  • Nossos preconceitos podem nos impedir de sermos pessoas melhores, mais evoluídas. Ter uma visão limitada do mundo, evitar a convivência com certos tipos de pessoas, é burrice. Podemos aprender muito com cada pessoa que conhecemos; precisamos apenas estar dispostos e, em vez de munidos de “pré-conceitos”, prepararmos para o “pós-conceito”: formar uma opinião sobre a pessoa somente depois de a conhecermos melhor.
  • Aprender novas habilidades é fundamental — também relaxei um pouco nesse item; larguei mão de tocar violão, algo que eu estava curtindo, porque não conseguia encontrar tempo pra isso. Vou fazer melhor este ano!
  • Guardar mágoas do passado pode ser algo positivo, contanto que aprendamos (nossa, que palavra engraçada!) a fazer piada com elas. E em 2012 eu ri bastante dos erros que cometi!
  • Algumas pessoas apenas parecem loucas, mas quando se faz uma análise mais aprofundada percebe-se que é apenas falta de escrúpulos. Continuo acreditando que a maioria das pessoas diagnosticadas como “psicopatas”  ou “sociopatas” na verdade não passa de um bando de mimados que não aceitam um “não” como resposta.
  • Terapia não serve pra nada. Autoconhecimento traz resultados muito melhores — e mais baratos!
  • É natural que algumas pessoas saiam de nossas vidas. O negócio, como eu costumo dizer, é seguir o conselho de Johnnie Walker: keep walking!
  • Dizer “dane-se”  de vez em quando faz bem. E eu preciso aprender a ligar o “foda-se” com mais frequência, jogar algumas coisas pro alto e focar no que realmente é importante nessa vida… é como Tom Cruise diz no filme Negócio Arriscado: Sometimes you gotta say “What the Fuck”, make your move. Every now and then, saying “What the Fuck”, brings freedom. Freedom brings opportunity, opportunity makes your future.

Desejo a meus fieis leitores um excelente 2013! Que tenhamos mais alegrias pra compartilhar do que reclamações.

Explore posts in the same categories: Grandes Lições

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: