Meu coração não congelou!

Hoje, enquanto conversava com uma amicíssima minha, tive a prova de que ainda sou capaz de ter bons sentimentos. Durante a conversa citei pelo menos duas coisas que (ainda) me emocionam verdadeiramente:

1) O vídeo desse cara aqui:

Não sei se é por causa das milhares de lições de moral por segundo de vídeo, se é pela lindíssima execução de Nessun Dorma (que por si só já me emociona bastante), se é pelo Paul Potts ter escolhido cantar justamente essa canção (All’alba vincerò — certeza de que foi intencional!)… o fato é que só de lembrar da reação da jurada quando eu citei esse vídeo já fiquei com um nó na garganta. Posso assistir mil vezes que terei exatamente a mesma reação todas as vezes: meus olhos já marejam nos primeiros segundos de vídeo.

(Bem, música em geral mexe com meus sentimentos… mas esse cara cantando no Britain’s Got Talent é uma das coisas mais tocantes que eu já vi!)

2) Pessoas que fazem de tudo para superar suas dificuldades e limitações (mesmo que no fim das contas elas não consigam), e pessoas que procuram sempre compreender o quanto as decisões e atitudes delas afetam o próximo. Lá pelos idos de 2003 eu trabalhei com um cara super gente boa, competente… mas que, de uma hora pra outra, começou a faltar no trabalho — nas horas mais críticas.

No dia seguinte à sua ausência ele vinha todo sem graça se desculpar, reconhecendo que tinha pisado na bola. E isso se repetiu por algumas semanas, até que um dia ele confessou que era esquizofrênico e tomava remédios fortíssimos; às vezes ele faltava quando tinha uma crise, outras vezes era porque os remédios o derrubavam.

E ele insistia em continuar trabalhando (ele era professor de inglês), até que um dia ele veio visivelmente aborrecido dizer que não poderia mais continuar, pois ele via que estava prejudicando a escola com suas ausências. O esforço dele em seguir com a vida apesar de seu problema de saúde, aliado a esse gesto de abrir mão de algo que, de certa forma, fazia bem pra ele por reconhecer (na verdade imaginar) que poderia prejudicar outras pessoas me sensibilizam. Hoje lembrei desse cara e me deu até vontade de tentar descobrir como ele está!

Parece que, no fim das contas, eu tenho salvação!

Explore posts in the same categories: Pensamentos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: