Vida

Dizem que Sir Winston Churchill observou, ao ser chamado para incrementar o esforço de guerra britânico, que sua vida inteira o havia preparado para aquele momento1. De alguma forma sinto que as coisas que já aconteceram e têm acontecido na minha vida estão me preparando pra algo bom, algo nobre.

Eu trabalhava num lugar legal. Tinha amigos legais, saía aos fins de semana com eles e chegamos até a viajar juntos mais de uma vez. O ambiente de trabalho não era dos melhores mas eu estava satisfeito. O salário era razoável (até porque eu nem tinha tanta experiência assim e era relativamente jovem) e com ele eu garantia algumas extravagâncias esporádicas — e outras frequentes. Até que um dia fui demitido — tive uma atitude de moleque e mereci ser mandado embora mas fiquei bem mal com aquilo, principalmente por ter amargado quase 8 meses de procura por outro emprego, aguentado a pressão da então namorada e dos pais, consumido todo o dinheiro que eu tinha no processo.

Aí comecei a dar aulas de inglês. O conhecimento e as habilidades que desenvolvi durante a experiência como professor de inglês me levaram aonde estou hoje — não que eu esteja plenamente satisfeito com meu emprego mas posso dizer que estou bem contente.

Eu tinha uma namorada legal. Não era a menina mais bonita do mundo mas eu gostava dela. Eu podia até namorar meninas mais bonitas (e olha… não faltou oportunidade, viu?) mas eu estava satisfeito com ela. Começamos a ter objetivos em comum, compramos casa, carro, móveis, nos casamos e fomos viver juntos. Até que um belo dia ela me comunica que não quer continuar a viver comigo e vai se mudar dentro de 3 dias.

Não sei se eu mereci essa decepção mas isso nem vem ao caso agora. O que importa é que, assim como meus empregos ruins me prepararam para que eu estivesse onde estou hoje, acredito que minha experiência matrimonial e as que aconteceram depois da minha separação estão me preparando pra que eu encontre alguém bacana, alguém que realmente valha a pena. A espera nem sempre é fácil; às vezes eu sinto falta de ter essa pessoa ao meu lado. Mas, claro, nada me impede de ter experiências até que eu encontre essa pessoa. É como diz aquela filosofia de Orkut: enquanto não encontro a pessoa certa vou me divertindo com as erradas…

• – • – •

Acreditar que a vida está me preparando pra algo grandioso não quer dizer, no entanto, que eu deixo tudo nas mãos do destino. Tenho me preocupado em planejar alguns aspectos da minha vida justamente pra evitar certas surpresas desagradáveis no futuro.

Recentemente assisti a uma palestra muito bacana. O palestrante lembrou aquele famoso pagode que diz deixa a vida me levar. Não me lembro das palavras exatas dele, mas basicamente ele disse que “deixar a vida nos levar” é o pior erro que cometemos. Eu sempre acreditei nisso, e agora abomino mais ainda a ideia de ser guiado única e exclusivamente pela própria sorte.

Mas sabe como é, né? Essas coisas relacionadas a amor nunca são planejadas. E nem dá pra ser, eu acho.


1 Covey, Stephen R. – Os 7 hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – 35a edição – pág. 316

Explore posts in the same categories: Pensamentos

Tags: , , , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Vida”

  1. Lucas Goulart Says:

    Gostei do post, é primeira vez que visito esse blog, e parece que vai ser a primeira de muitas =). Continue assim😉


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: