Tempo perdido

Sinto raiva toda vez que fico com alguém e essa pessoa faz algo que minha ex nunca fez por mim. Ódio dela e de mim mesmo. Como pude acreditar, durante nove anos, que nosso relacionamento era 100% normal?

Durante nove anos nunca recebi carinho dela de forma espontânea (mas tinha que fazer cafuné nela sempre que ela queria — e ai de mim se eu recusasse!). Nunca ao menos transamos de forma espontânea! Ela sempre tinha um “checklist” com uma série de itens que precisavam ser cumpridos — por exemplo, só rolava sexo se fosse à meia luz ou no escuro total e de preferência no quarto, e se ela já estivesse de banho tomado. A lista era bem mais longa que isso mas já dá pra ter uma ideia do nível de exigência: se eu tentava algo assim do nada ela sempre tinha algum motivo pra deixar o sexo pra depois. Isso acaba desanimando um pouco! Se a maioria das suas investidas não dá em nada, que motivo você tem pra continuar tentando?

Logo que me separei fiquei com uma menina e ela acabou dormindo em casa. Em determinado momento eu estava sentado no sofá e ela começou a fazer carinho em mim. Carinho mesmo, sem sacanagem. Do nada! Nem precisei pedir! Fora que, em outro momento, eu estava tranquilo em um canto e ela veio me provocar, aí sim com intenções um pouco mais… lascivas, digamos. E foi ótimo! Não pensamos em nada, não houve imposição de quaisquer condições ou regras. Apenas a entrega total e incondicional mútua. Nosso relacionamento, embora curto, foi tão intenso que até mesmo uma foto de nós dois prestes a nos beijarmos (que ela havia tirado) passava a impressão de que namorávamos há muito tempo.

E aí conheci uma pessoa com quem tive um fim de semana incrível: tivemos momentos maravilhosos juntos: ela foi super carinhosa e agiu de uma forma que minha ex nunca tinha agido nos nove anos em que estivemos juntos. Vejam só: em um fim de semana tive mais do que me foi oferecido durante nove anos!

• -• -•

Apesar de eu me odiar por ter perdido tanto tempo em um relacionamento que, afinal, estava fadado ao fracasso, de certa forma fico feliz por ter me separado. Claro, ninguém passa por uma separação assim, numa boa; porém depois que passamos vemos que as coisas acontecem sempre pro nosso bem. Se eu ainda estivesse casado provavelmente estaria infeliz — e com certeza não teria tido tantas experiências bacanas como as que eu tive desde então. Provavelmente eu nunca saberia a sensação de transar com outras mulheres que não fossem a minha ex (foi com ela que tive a minha primeira vez); talvez eu nunca viesse a saber que o papel de um homem em um relacionamento não é de ter todas as energias consumidas por sua mulher, mas sim de compartilhar bons momentos com ela. Agora eu sei tudo isso!

Explore posts in the same categories: Pensamentos

Tags: , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

10 Comentários em “Tempo perdido”

  1. Mah Says:

    com todo respeito…sua ex era um porre hein? puta q pariu!hahah

    • autoajudasentimental Says:

      Num é? Às vezes eu penso que a minha separação foi uma “bença”! hahahahhahah

  2. Isabel Says:

    Concordo com o comentário acima? hehehe

    Como pode uma mulher não fazer carinho no homem que ela escolheu pra casar? o.O

    • autoajudasentimental Says:

      Pois é… eu achei que isso fosse normal e que talvez fosse frescura minha, já que eu sou homem — talvez os homens “de verdade” não devessem exigir carinho. Mas hoje eu vejo que a errada era ela — felizmente!

      Isso aumenta um pouco meu valor no mercado. Agora só vendo meu “passe” pra uma mulher que goste de fazer cafuné, ehheheheh

  3. Consuelo Zurlo Says:

    Vc ta passando pelo que meu marido passou com a ex dele, e modéstia a parte, foi a melhor coisa pra ele ter separado. Vc vai ver…

    • autoajudasentimental Says:

      Ah, eu também acho que a melhor coisa que me aconteceu foi essa separação! hahahahhah
      Minha vida melhorou muito… mesmo!🙂

      Valeu pelo comentário, Consuelo! Legal saber que você visita o blog!😉

  4. Lívia Says:

    Sua ex não gostava de você. Parece uma conclusão simples.
    Você demorou a perceber, amigo.

    • autoajudasentimental Says:

      Pois é… e isso me aborrece bastante, sabe? Investi 9 anos da minha vida em uma pessoa que nem gostava de mim. É triste…
      Mas enfim… a vida continua — e o importante é fazer ela continuar bem, né?🙂

      Valeu pelo comentário!

  5. thami Says:

    olha acabei de terminar um relacionamento de 3 anos…
    e eu era meio seca com o meu ex, mais sabe é que com o passar do tempo o relacionamento vai esfriando mesmo que haja amor… muitas vezes não tinha vontade nem de beija-lo, não é que eu não o amava mais pelo contrario eu ainda o amo muito mais é que enjoa com o passar do tempo…

    • autoajudasentimental Says:

      Entendo perfeitamente, Thami. Eu também percebi isso enquanto eu estava casado. Minha ex começou a cobrar mais atenção e carinho mas ELA não percebeu que o relacionamento mudou, que nossas prioridades eram diferentes… enfim… os relacionamentos se transformam pois eles amadurecem.

      A questão aqui é que minha ex SEMPRE foi fria. Eu simplesmente não me lembro de UMA manifestação espontânea de carinho. Isso é o que me aborrece.

      Ou aborrecia, na verdade. Agora nem ligo mais. Já encontrei uma realidade bem melhor que a que eu vivia antes.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: