Felicidade e sucesso versus carência

Recapitulando: fui traído, ela nega até a morte… mas isso não faz a mínima diferença pra mim hoje em dia. Estou aprendendo a encarar esse fato de uma forma positiva.

Sempre temos a opção de escolher como certas coisas nos afetam. Eu poderia ficar me lamentando sobre como a vida é injusta — e na verdade até fiz isso durante um tempo, mas creio que faça parte do processo de separação após um relacionamento longo. Mas hoje vejo que a melhor atitude é aprender com os erros cometidos, entender quais são minhas prioridades e objetivos para o futuro e, através de uma atitude livre de mágoas ou rancor, buscar esses objetivos.

Li um texto em outro blog, o Reflexões Masculinas, que reforça tudo o que estou vivendo atualmente. O título, Solteiro e feliz aos 35, já diz muito: é possível, sim, viver bem sem ter uma pessoa ao seu lado! O mais importante é buscar eliminar a carência afetiva totalmente de nossas vidas, pois é ela quem nos leva a fazer as piores escolhas. Aliás qualquer tipo de carência ou dependência nos torna limitados; quando atingimos nossa independência física, emocional e intelectual é que descobrimos como somos poderosos!

Na verdade viver em função exclusivamente de sentimentos é um grande erro. Quando vemos a vida de forma racional, quando entendemos nossa realidade em vez de apenas ter sentimentos sobre ela, conseguimos atingir um nível de maturidade que nos ajuda a ter controle pleno sobre nosso destino e sobre como a realidade nos afeta. É exatamente isso o que tenho buscado hoje em dia: não basear minha vida nos sentimentos, mas sim em entender o porquê de certas coisas acontecerem e como posso fazer para minimizar o impacto dessas ocorrências. É um trabalho diário, mas tenho certeza de que vai me trazer boas recompensas no futuro.

Isso não quer dizer, porém, que eu simplesmente não deseje amar alguém. Na verdade hoje entendo (ou melhor, eu sempre entendi mas hoje tenho certeza) que amar é diferente do que os filmes e novelas tentam nos ensinar. Algumas pessoas passam a vida inteira buscando alguém por quem possam sentir aquele friozinho na barriga diariamente. O amor verdadeiro vai além disso: amar significa valorizar a pessoa por tudo o que ela é, e não pelo que ela faz.

Isso nos ajuda a entender, por exemplo, por que uma filha defende seu pai até a morte mesmo sabendo que ele é um político corrupto. Ou então que a mãe vai pra porta da cadeia sofrer por seu filho durante uma rebelião, com o coração em pedaços por ver os policiais tratando-o com violência. Para a filha ou a mãe em questão não importa o que seus entes fizeram, e sim o que eles representam.

Quem ama de verdade não se importa se o namorado traz flores todos os dias, ou se ele expressa seu amor ou desejo a cada minuto com ações ou palavras. Quem ama não espera que sua esposa tenha preparado o jantar todas as noites, ou que ela sempre o receba linda e cheirosa.

Para quem ama de verdade, o que importa é que a pessoa estava lá no momento mais crítico de nossas vidas, disposta a emprestar um ombro ou a ouvir nossos lamentos. O que importa é que ela nos ajudou a ir atrás de nossos sonhos, seja abraçando esses sonhos como se fossem os dela ou simplesmente encorajando-nos.

Se um dia eu encontrar alguém que tenha esses valores e por quem me torne grato por suas contribuições, aí sim terei a certeza de que posso amar novamente. Enquanto isso não acontece vou buscar o máximo de experiências que puder ter, e não vou me importar em nutrir sentimentos. Vou trabalhar para atingir um nível de maturidade cada vez mais alto e, consequentemente, garantir meu sucesso pessoal!

Explore posts in the same categories: Grandes Lições

Tags: , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

One Comment em “Felicidade e sucesso versus carência”

  1. marina Says:

    Muito foda…


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: